Apesar dos benefícios da instalação do telhado verde, entre eles o aumento de áreas verdes e a diminuição dos efeitos do calor, ainda há uma certa resistência para implementação de telhados verdes no Brasil. Isso acontece principalmente por desconhecimento de como eles funcionam. “Dimensionado, executado e mantido corretamente, o sistema não apresenta problemas”, comenta o sócio proprietário do escritório Logi Arquitetura, Adriano .

Antes de implantar o telhado verde

Alguns cuidados são necessários para a implementação desse tipo de telhado, como pensar na logística para levar os componentes do sistema até o local de instalação. Deve-se também dimensionar o peso próprio e acúmulo de água para evitar danos à edificação. “Há a necessidade de adequar ou especificar corretamente o sistema de impermeabilização e drenagem de águas para a implantação do sistema de cobertura verde escolhido”, explica Clarisse Petroski, sócia proprietária e arquiteta da Logi Arquitetura. Além disso, é preciso verificar o uso de espécies mais adequadas para a cidade, associadas às condições climáticas do local, considerando tipos vegetais que demandem menos manutenção.

Telhado verde, sustentabilidade

Pontos positivos

Mas é preciso pensar além das dificuldades iniciais. Entre as vantagens dos telhados verdes para o imóvel e para o ambiente urbano como um todo estão o isolamento térmico e acústico da edificação, prolongamento da vida útil da cobertura, funcionando como camadas protetoras para as lajes impermeabilizantes, absorção da água da chuva, desafogando o sistema público de coleta pluvial e redução da exposição de superfícies construídas, minimizando o aquecimento e a emissão de calor desses elementos.

Você sabia?

Algumas cidades têm tornado obrigatório o uso de telhados eco sustentáveis. É o caso de Recife, que desde abril tem como lei a obrigatoriedade da implantação desses telhados em edifícios residenciais com quatro pavimentos e área coberta acima de 400m².